18 Jun

Love Hina – Volumes 1 e 2

Olá!

Uma outra coisa que adoro é: mangás! Gosto de quadrinhos em geral, mas leio mais mangás do que comics americanos. (Em outro post explico o porquê).

Atualmente estou lendo dois mangás: Monster (depois falo dele) e Love Hina.

Love Hina já é um mangá relativamente antigo, foi publicado no Japão em 1997 e no Brasil pela primeira vez em 2002 pela JBC. Na edição brasileira de 2002, cada volume japonês foi transformado em dois totalizando 28 volumes.

No mês passado a JBC começou a relançar Love Hina. Dei de cara com ele na minha ida básica semanal à banca de revistas (Depois falo disso!). E como já havia ouvido falar desse mangá há muito tempo, resolvi comprar para ver se era legal.

Capa e contra capa dos dois volumes

Capa e contra capa dos dois volumes

Ao iniciar a leitura, não curti muito, não. Eu achei que ia ser um enredo previsível só com um monte de piadinhas e que algo que acontece logo no início ia se arrastar mangá afora. Tanto que comecei a ler o primeiro volume mês passado e parei. Realmente achei que ia ser chato. Aquele tipo de mangá meio bobo que só menino gosta, hehe (desculpa aí, meninos).  Mas aí veio esse mês e outro volume foi lançado. Resolvi comprar para ver se iria permanecer chato.

Continuei a ler o primeiro volume e surpresa:  estava errada!!! Aquilo que acreditava que ia ser alongar foi logo resolvido e outros detalhes e situações foram adentrando a história. E ó, SUPER divertida, diga-se de passagem. Não tem só coisas engraçadas, não, também tem um dramazinho (de leve), tem romance, amizade, “lições” de perseverança, de acreditar nos sonhos, acreditar em si mesmo, e de superação. Ah, e também tem um misteriozinho, né, como não poderia faltar.

Eu passei muita vergonha no metrô morrendo de rir sozinha lendo Love Hina. Morrendo MESMO! Tive altas crises incontroláveis de riso. Logo acabei com o primeiro volume e estava quase chorando ao ver que o segundo volume estava acabando e eu ia passar UM MÊS inteirinho sem Love Hina…. = ~~ *suspira*

Tanto que até agora não li o último capítulo do segundo mangá porque estou “economizando” para não acabar. hahaha.

Love Hina, Coruja e Bela. Porque elas também adoraram Love Hira

Love Hina, Coruja e Bela. Porque elas também adoraram Love Hira e quiseram posar para a foto

 

Sobre a história do mangá: Keitarô é um rapaz de 19 anos que nunca fez sucesso com garotas. Ele é looser total. Já foi reprovado duas vezes no vestibular da Universidade de Tóquio (Toudai) mas continua tentando entrar lá por causa de uma promessa que fez há 15 anos atrás. Ele é expulso de casa e vai tentar abrigo na hospedaria da avó dele, sem saber que ela se transformou em uma pensão para garotas! É aí que a confusão atrás de confusão se inicia.

Aos poucos vai sendo mostrado mais dos personagens, suas motivações, características, etc. Eles são muito legais e cativantes.

A edição de agora está semelhante a que foi lançada no Japão e está linda!! Tem folhas brancas, algumas folhas coloridas no início, comentários do editor brasileiro e comentários do autor que saiu na versão original. E também cada volume traz de um lado a capa original japonesa e do outro a capa brasileira da última edição. É bem bacana mesmo. Eu gostei bastante do traço, não sou entendida disso então sou só guiada pelo meu próprio agrado e esse me agradou.

O Panda também amou Love Hina e adora uma fotozinha

O Panda também amou Love Hina e adora uma fotozinha

 

Vale mesmo a pena dar uma olhada nesse mangá! Como ele está sendo publicado agora, você consegue encontrá-lo em qualquer banca de jornais (ou pelo menos na maioria). O valor é R$14,50 por volume.

E se você já leu ou está lendo me conta, mas sem spoilers, tá? ;)

Estudante de Ciência da Computação que adora ler e fotografar. Acredita que todos os dias poderiam ser dias chuvosos. Queria que o Stephen King fosse seu tio para poder ir visitá-lo e tomar um café com ele.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>