04 Aug

[Resenha] Memórias de um amigo imaginário de Matthew Dicks

Hoje vim falar sobre um livro que eu gostei muito: Memórias de um amigo imaginário do Matthew Dicks.

imagem.dll

Esse livro foi lançado pelo editora iD em 2012 e conta a história de Max, um garotinho de 8 anos e seu amigo imaginário Budo. Quem narra a história é o Budo. O Max tem autismo. O Budo tem 5 anos de existência, o que é algo muito grande para um amigo imaginário que geralmente tem uma vida curta porque logo as crianças que os imaginam deixam de acreditar neles, eles então deixam de existir.

Através dos olhos de Budo o leitor conhece tudo a respeito do Max e das pessoas que o cercam: os pais do Max, a escola, os colegas da escola, as professoras.

E além das preocupações em relação ao Max a preocupação com sua própria existência é algo que permeia muito a mente do Budo. Essa é uma coisa muito interessante desse livro, pois mesmo o Budo não sendo um ser que existe no mundo real, ele carrega muitas características humanas, o que faz com que o leitor se identifique com ele, pois ele tende a sofrer com inseguranças bem humanas como a incerteza da continuidade de sua existência.

Outra coisa legal do livro é que ele dá uma “enganada” no leitor. Você começa achando que é uma coisa e depois percebe que a real ameaça é completamente diferente da que o Budo achava que era. E é nesse ponto que o ritmo da leitura do livro muda, fica bem mais acelerada e é impossível deixar o livro de lado.

Os personagens são muito legais. Com os pais do Max a gente vê um embate pois o pai do Max não acha que ele seja diferente, acha que é só fase dele, que ele vai mudar, que não precisa de nenhum auxílio adicional. Mas a mãe do Max sabe que o Max é diferente das outras crianças e acredita que ele precisa de um acompanhamento específico para melhor se desenvolver.

A professora do Max a sr. Gosk é muito massa. É daquelas professoras que realmente se importam com todos os alunos que tem e querem passar coisas boas para eles.

É um livro de leitura rápida que faz refletir bastante. É leve, mas traz alguns temas mais profundos.

Indico muito. :)

Nota: 5 de 5
coracaocoracaocoracaocoracaocoracao

Estudante de Ciência da Computação que adora ler e fotografar. Acredita que todos os dias poderiam ser dias chuvosos. Queria que o Stephen King fosse seu tio para poder ir visitá-lo e tomar um café com ele.

One thought on “[Resenha] Memórias de um amigo imaginário de Matthew Dicks

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>