07 Jul

Resenha – A Torre Negra 4 – Mago e Vidro

Mago e Vidro

Terminei de ler “A Torre Negra 4 – Mago e Vidro”.

Muito, muito, muito bom!!! Qualquer coisa que eu falar sobre esse livro vai ser muito aquém do que ele realmente é. Sério. Sem exagero.

Só consigo pensar que o homem que escreveu esse livro é incrível! Como pode, gente? Stephen King eu te amo!!!!

Usarei uma frase do próprio livro para descrever como me sinto ao tentar escrever sobre ele: “é difícil começar”.

O livro conta principalmente a história do passado de Roland. Roland é um pistoleiro e é o personagem principal da série. O passado dele é incrível, envolvente, com suspense, com amor, uma paixão avassaladora e tristeza, muita, muita tristeza. Chorei de soluçar em determinada parte do livro.

Stephen King escreve tão tão maravilhosamente bem. Ele sabe te prender na história de um jeito incrível. Os personagens dele são verdadeiros, profundos, cativantes. Chega momento que você realmente acredita que aquela história se passou em algum lugar e que aqueles personagens todos são reais.

Você é transportado para um ambiente meio velho oeste, a uma cidade do interior, onde as pessoas criam cavalos, plantam e colhem. Que tem as suas festividades, seus jeitos característicos de falar, de pensar e de receber forasteiros.

Você é arrebatado com o Roland no amor juvenil dele. E junto com ele perde a razão em nome desse vento forte que é a paixão. E luta as lutas dele e chora as lágrimas dele.

Roland é um personagem tão complexo, tão humano. Ele não tem nenhum senso de humor, tem olhos graves e sérios, é um matador. Mas para mim não teve como não me identificar com ele. Mesmo não acontecendo comigo o que aconteceu na vida dele, o autor tem um jeito de universalizar os sentimentos dele que possibilita que o leitor crie empatia com o personagem e como consequência identificação.

Nesse livro tudo é bom. A história é boa, o jeito que foi contada é boa, os personagens, o ambiente, etc, etc, etc.

E se tratando de Stephen King é sempre uma constante o tema da loucura, obsessão, da maldade humana, de como é fácil de perder dentro de si. Eu simplesmente ADORO esses temas, adoro, adoro… adoro um milhão de vezes.

Algo muito legal em livros do Stephen King é que no meio ali da história ele solta uma frase bem geral, que poderia facilmente sair do contexto daquela história para qualquer outro contexto, relacionada a vida, humanidade, existência, coisas assim, que sempre chegam em mim como uma espécie de soco na cara. Eu quando leio esses trechos, dou uma parada, penso, releio. Fico viajando naquilo.

Outra coisa que gosto muito, beirando a gostar mais do que da história, são os comentários que o querido Stephen King faz no final dos livros. Gente, eu adoro esse homem!! Queria poder ir tomar um café com ele e conversar, conversar, conversar… Queria ser amiga dele, ou queria que ele fosse meu pai. Hahahaha. Quando leio o que ele escreve me sinto próxima dele de um jeito que me sinto só de pouquíssimas pessoas nessa vida.

Essa é uma das belezas de se ler e escrever: você se conecta a uma pessoa que você não conhece, que pode não ser do seu tempo, nem do seu país e nem falar a mesma língua que você. Mas você se sente próxima da pessoa, você compreende aquela pessoa e sente que ela te compreenderia também.

Pode ser só viagem da minha cabeça, mas me sinto assim e talvez por isso que eu ame e precise tanto ler. Porque no fim preciso ser compreendida e porque preciso não me sentir só.

Esse livro tem magia, pistoleiros, romance, amizade, traição, mistério, conspiração, fidelidade e por aí vai.

O que eu posso dizer é: leia essa série, leia, leia! Vale muito a pena!

Nota: 5/5

Eu sei que não fiz resenha dos três primeiros livros da série Torre Negra e nem devo fazer por enquanto. Só quando eu relê-los que escreverei sobre.

Até mais!

Estudante de Ciência da Computação que adora ler e fotografar. Acredita que todos os dias poderiam ser dias chuvosos. Queria que o Stephen King fosse seu tio para poder ir visitá-lo e tomar um café com ele.

One thought on “Resenha – A Torre Negra 4 – Mago e Vidro

  1. “Chega momento que você realmente acredita que aquela história se passou em algum lugar e que aqueles personagens todos são reais.”

    Verdade, isso é uma das coisas que deixam a história muito mais envolvente, e conforme você vai lendo os próximos volumes isso só cresce.

    “Outra coisa que gosto muito, beirando a gostar mais do que da história, são os comentários que o querido Stephen King faz no final dos livros.”
    É muito importante ler esses comentários, por que te ajudam a entender melhor o que o autor estava passando no momento em que escreveu, e isso mais pra frente também é algo que ajuda na compreensão da própria história.

    A unica coisa ruim da séria da torre negra é que o primeiro volume é tão chato… isso faz com que muita gente desista no começo e deixe de ler essa serie incrível.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>